PERGUNTAS FREQUENTES


Links Gerais

  • Como fazer para ser bolsista PAD (monitor em disciplina de graduação)?

O PAD - Programa de Apoio Didático – é exclusivo aos alunos de graduação regularmente matriculados. 
O bolsista atuará basicamente no auxílio a determinada(s) disciplina(s) de graduação, dentro e/ou fora de sala de aula, em atividades como: auxílio na preparação de aulas e de material didático, aulas de reforço (teóricas e de laboratórios), correção de listas de exercícios, etc, possibilitando assim um melhor aproveitamento da(s) disciplina(s) envolvida(s) e um maior desenvolvimento acadêmico do bolsista no seu curso de graduação. Faça contato com o professor possivelmente responsável pela disciplina para certificar-se do interesse dele em tê-lo(a) como ajudante.
Informações no site da PRG (Pró-Reitoria de Graduação).
http://www.prg.unicamp.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=82&Itemid=139&lang=pt

  • Gostaria de sugerir que algumas disciplinas fossem incluídas na lista de eletivas do nosso catálogo. Como proceder?

A inclusão de disciplinas é realizada através de alteração de catálogo (Proposta de Alterações Curriculares de Catálogo Vigente), o que não é um procedimento simples, tampouco de aceitação automática. A sua sugestão deverá ser enviada para a Coordenação, que, caso julgue pertinente, a encaminhará à Comissão de Graduação AU para análise da relevância da disciplina sugerida para o projeto do curso.
A proposta de alteração é posteriormente encaminhada à DAC, observando os prazos definidos no calendário da UNICAMP (http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/calendarios/), que juntará um parecer próprio ao processo. Finalmente, a proposta é encaminhada para apreciação de uma sub-comissão da Comissão Central de Graduação (CCG) para emissão do parecer conclusivo.

  • Para que eu possa fazer TFG em 201X, terei que fazer dois projetos num mesmo semestre. É possível garantir que não haverá coincidência de horários? Como proceder?

A Coordenação desaconselha veementemente matrículas que prevejam esta prática, pois a carga de trabalho demandada por apenas uma disciplina de projeto já é bastante considerável. No entanto, esta situação poderá ocorrer para alunos que estejam desperiodizados em razão de trancamentos ou reprovações.
De toda forma, a matrícula é válida se (1) os pré-requisitos para os dois projetos já tiverem sido totalmente cumpridos e (2) não houver qualquer sobreposição (conflito) de carga horária. Caso estas condições não sejam cumpridas, o sistema barrará a matrícula automaticamente.
A Coordenação se reserva o direito de não realizar qualquer ajuste para burlar o sistema. Sob hipótese alguma serão aceitas matrículas como ouvinte (caso as duas condições anteriores não sejam atendidas), condicional a guarda de notas e freqüência para registro no ano seguinte.

  • Quais as condições para aprovação de estágios? Qual a carga horária máxima permitida?

A Resolução GR Nº 38, de 30-5-2003, dispõe sobre as regras para a realização de estágios acadêmicos pelos alunos de Graduação. Os artigos essenciais são os Artigos 5º.(que descreve as condições para autorização do estágio pela coordenação), transcrito integralmente abaixo, e 6º (sobre formas de avaliação do estágio ao final de cada período letivo).
Artigo 5º - a Coordenação do Curso somente poderá autorizar o estágio quando: I. O aluno estiver regularmente matriculado em disciplina de seu curso na data da assinatura do Termo de Compromisso; II. O aluno tiver, no momento da solicitação, CP maior ou igual ao valor estabelecido no programa de estágio do curso; caso não esteja estabelecido, o CP deverá ser maior ou igual a 0,4. III. O período do estágio não ultrapassar ao trigésimo dia letivo do período subseqüente, propiciando a apreciação pela Coordenação do curso de eventual renovação; IV. O Termo de Compromisso de estágio estiver devidamente acompanhado da descrição das atividades a serem realizadas no estágio; V. A jornada diária seja de, no máximo, 8 horas (veja observação ao final da resposta!); VI. O horário e o número total de horas semanais para desenvolvimento do estágio seja compatível com a carga horária acadêmica do aluno e com o horário das disciplinas em que o mesmo estiver matriculado no semestre em que o estágio será realizado (veja observação ao final da resposta!); VII. No Termo de Compromisso constar o nome e cargo do supervisor do estágio na organização concedente; VIII. O Termo de compromisso atender a outras exigências adicionais estabelecidas no Programa de Estágios do curso; e IX. houver aprovação prévia, pela Comissão de Graduação ou, por sua delegação, pela Coordenação do Curso, das condições de realização de estágio oferecidas pela organização concedente. Especificamente sobre carga horária, a Coordenação AU se reserva o direito de não aceitar solicitações de estágio com carga horária superior a 25 horas semanais, considerada como o máximo compatível com a carga horária acadêmica do curso.
http://www.fec.unicamp.br/itf/index_1.php?pg=367.php&secaoGeral=9&dpto=10

  • Temos uma entrega de projeto marcada para o dia xx. Como fazer para usar a maquetaria ou uma sala do prédio de salas de aula fora do horário normal de expediente?

Os alunos interessados deverão encaminhar uma lista de nomes, com os devidos RAs e assinaturas, concordando em assumir a responsabilidade por quaisquer eventos ocorridos durante o uso das instalações e indicando os horários de uso necessários e o professor responsável, que assina junto com os alunos ou uma carta em separado.
A coordenação então junta um ofício formalizando a solicitação e envia cópias para a Diretoria e o Setor operacional. Feito isso, a autorização é praticamente automática.

Matrícula

  • Gostaria de inscrever-me como aluno especial em disciplinas isoladas do Curso AU. Como proceder?

A inscrição de estudante especial em disciplinas isoladas de graduação é feita na DAC nos períodos fixados no Calendário Escolar (http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/calendarios/).

A aceitação da inscrição fica condicionada ao pronunciamento favorável da Unidade de Ensino a que pertença cada uma das disciplinas requeridas. Matrículas em disciplinas que componham o curso AU, mas sejam oferecidas por professores de outras unidades, devem, portanto, ser solicitadas diretamente nas respectivas unidades, estando sujeitas às regras e recomendações por elas estabelecidas.
Podem existir casos de vagas disponíveis no sistema que não terão matricula autorizada para alunos especiais por recomendação da Coordenação ou dos professores responsáveis. São eles: · disciplinas de informática, que requeiram infra-estrutura especial, ou que observem a relação ideal alunos/professor sugerida pelo MEC (ex. teoria e projeto, desenho técnico, desenho geométrico) NÃO oferecem vagas para alunos especiais; · demais disciplinas que compõem o curso, conforme recomendação expressa do professor responsável.

Para informações gerais sobre matrícula como Estudante especial de disciplinas isoladas de Graduação, consulte o link específico na página da Diretoria Acadêmica (http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/estudante_especial/) ou o Manual do Aluno de Graduação, Capítulo IX (Artigos 111 a 117).

  • Gostaria de mais informações sobre a transferência de outra faculdade para a Unicamp. Onde posso obtê-las?

Maiores informações sobre transferência estão disponíveis no site da Diretoria Acadêmica.
http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/ingresso/vagas_remanescentes/processo_seletivo/

  • Gostaria de mais informações sobre vagas remanescentes para o curso de arquitetura e urbanismo da unicamp. Onde posso obtê-las?

O processo de Preenchimento de Vagas Remanescentes na Unicamp está regulamentado pela Deliberação CONSU-A-10, de 27-05-2003 (Manual do Aluno de Graduação – artigos 79 a 105) e pode ser feita por uma das formas abaixo:
* Remanejamento Interno (passagem de um aluno de Graduação da Unicamp de um curso para outro);
* Complementação de Currículo de Alunos Formados pela Unicamp;
* Processo Seletivo para Preenchimento de Vagas Remanescentes, a que poderão candidatar-se:
· Alunos Matriculados em outras Instituições de Ensino Superior e da própria Unicamp;
· Portadores de Diploma de Curso Superior, formados por outras Instituições de Ensino Superior ou pela própria Unicamp.
Depois de encerrado o Processo de Complementação de Currículo para alunos formados pela Unicamp, e ainda existindo vagas, as mesmas serão disponibilizadas para o Processo Seletivo para Preenchimento de Vagas Remanescentes (Art. 90 da Deliberação CONSU-A-10, de 27-05-2003).
O Processo Seletivo para Preenchimento de Vagas Remanescentes será realizado em três (03) fases (Art. 91 da Deliberação CONSU-A-10, de 27-05-2003):
1. Exame Classificatório Geral; a cargo da COMVEST;
2. Análise da Compatibilidade de Currículo, seguindo a classificação no Exame Classificatório Geral (Deliberação Consu-A-13-04);
3. Prova Específica de Conhecimento, a cargo da FEC e composta de, no máximo, três disciplinas, que coincide com a semana de exames finais do segundo período letivo de cada ano (Art. 97).
O ingresso no curso de Arquitetura e Urbanismo prevê aprovação em prova de aptidão, realizada exclusivamente no Concurso Vestibular subseqüente (Artigo 97, § 2º ). O número de vagas para Transferências de outras Instituições de Ensino Superior, assim como para Complementação de Currículo para portadores de Diploma de curso superior, é publicado na página da COMVEST (http://www.convest.unicamp.br/) ou da DAC (http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/ingresso/vagas_remanescentes/), que deverão ser consultadas a partir do mês de agosto de cada ano.

  • Gostaria de solicitar Matrícula em Disciplina Extracurricular. Como proceder?

Define-se como extracurricular a disciplina que não pertença ao currículo do curso, seja como obrigatória ou eletiva.
A aceitação da inscrição em disciplina extracurricular é condicional ao parecer favorável da Unidade responsável por ela, dependendo de autorização expressa exceto quanto a turma estiver reservada para o curso do aluno, ou quando a Coordenação do Curso responsável pela disciplina liberá-la de autorização, por ocasião da confecção dos horários.
As disciplinas cursadas como extracurriculares constam do Histórico Escolar do aluno e são computadas no cálculo de seu CR. Para informações mais detalhadas, consulte o Manual do Aluno (Capítulo III, Seção V (Da Matrícula em Disciplina Extracurricular).

  • Sou portador de Diploma de Curso Superior em outra instituição. Como proceder a Complementação de Currículo na Unicamp?

A Complementação de Currículo para portadores de Diploma de Curso Superior, obtido na UNICAMP ou em outras instituições, segue o mesmo procedimento que a transferência de alunos matriculados em outras intituições (isto é: processo seletivo para preenchimento de vagas remanescentes).

Professores

  • Gostaria de solicitar verba para trazer palestrantes para a disciplina XXxxx, sob minha responsabilidade. Como proceder?

A Coordenação pode prover ajuda de custo ao palestrantes (transporte/diárias, quando aplicável).Esta ajuda de custo requer planejamento e deverão ser solicitadas no início de cada semestre letivo.

  • Gostaria de solicitar verba para visitas técnicas incluídas na disciplina XXxxx, sob minha responsabilidade. Como proceder?

A Coordenação sempre procurará atender a solicitações que enriqueçam a formação dos alunos do curso. Para tanto, os professores interessados deverão enviar uma solicitação estruturada (contendo a justificativa, programação de atividades, previsão de despesas etc) à Coordenação no início de cada semestre letivo.

  • Gostaria de tirar cópias de cronogramas e outros materiais pertinentes à disciplina XXxxx. É possível? Como proceder?

Coordenação sugere que os professores publiquem os conteúdos em páginas HTML ou utilizem o ambiente de Ensino Aberto TelEduc para postar arquivos contendo cronogramas, textos de apoio etc. Os alunos poderão fazer consultas on-line ou download dos arquivos e imprimi-los posteriormente. Ambientes TelEduc são criados automaticamente, a cada semestre, para cada disciplina de graduação. Eles têm sido amplamente utilizados pela maior parte das disciplinas AU, e vêm demonstrando ser uma alternativa racional, prática, e com boa receptividade por parte dos alunos. O acesso ao Ensino Aberto é feito pela página http://www.unicamp.br/EA/index.php, por meio de LOGIN e SENHA iguais aos utilizados para acesso ao sistema da DAC. A interface é bastante intuitiva, mas treinamentos específicos são disponibilizados pelo Nied - Núcleo de Informática Aplicada à Educação (http://www.nied.unicamp.br/).

  • Gostaríamos de trazer convidados externos para proferirem palestras aqui na FEC. Como solicitar recursos financeiros?

A Coordenação evita pagar honorários, mas pode prover ajuda de custo (transporte/diárias, quando aplicável). Esta ajuda de custo também requer planejamento, haja vista que, entre pedágios, combustível e eventual diária de motorista. Se todos os professores solicitarem palestras (o que é um cenário saudável e por nós encorajado), mais solicitações de alunos, e outras programações pertinentes ao curso, este valor pode rapidamente ser multiplicado. As despesas correspondentes têm de ser atribuídas a algum centro de custo da unidade (diretoria, departamento, ou graduação), que, todos sabemos, trabalham dentro de severa limitação orçamentária. Não existe uma verba específica para realização de palestras/eventos.A alternativa mais viável para financiamento da vinda de palestrantes é a montagem de um Projeto FAEP (Auxílio a Ensino). A recomendação da Coordenação é que sejam, portanto, evitadas palestras isoladas e privilegiada a realização de Ciclos de Palestras, em horário conveniente (preferencialmente entre 17h e 18h45), para que possam ser abertos a todos os alunos, sem comprometer o andamento das aulas. O Projeto FAEP deverá prever palestras para o curso como um todo e a correspondente cobertura de transporte, coffee break, divulgação, registro e outras eventuais despesas relacionadas. Para tanto, os alunos e professores interessados deverão enviar uma solicitação estruturada (contendo a justificativa, programação de atividades, previsão de despesas etc) à Coordenação. A Coordenação então analisará e poderá incluir a solicitação no projeto institucional a ser submetido ao FAEP a cada semestre. A tramitação mínima de processos no FAEP Ensino é de 45 dias (com recomendação de 75 dias). Para garantir que as palestras ocorram conforme o planejamento original, os interessados deverão, portanto, encaminhar os pedidos preferencialmente no semestre anterior ou, no máximo, na primeira semana do semestre letivo em que a disciplina será ministrada. É fundamental estar atento aos prazos de solicitação. As chances de aprovação de solicitações enviadas fora deste prazo são praticamente inexistentes. Vale lembrar também que a preparação de um projeto FAEP não garante a sua aprovação. Para maiores informações, veja o link do FAEPEX ensino (http://www.prp.unicamp.br/faepex/)